A america latina pode acabar com o mundo

image


Qual importância da América Latina para o mundo?

Assim, tem-se uma relação dialética: a América desempenhou um papel relevante na gênese da economia capitalista mundial e na formação do sistema mundial europeu – principalmente com sua produção de metais preciosos nos séculos XVI e XVII, a qual se desenvolveu em estreita consonância com a dinâmica do capitalismo …


Qual principal problema que acontece na América Latina?

A desigualdade tem muitas faces. A riqueza obscena de poucos, contra a pobreza de muitos; a falta de oportunidades educacionais para as crianças, porque a educação é cara na América Latina; o racismo latente; a violência contra mulheres, povos indígenas, negros ou membros de minorias sexuais; a criminalidade.


Por que se diz que a América Latina ainda não existe?

A expressão “América Latina” é usada comumente para se referir a todos os países do continente americano com exceção de EUA e Canadá. Porém, não há nenhuma “lista” oficial de países “latino-americanos” e as diversas fontes de informação divergem um pouco quanto aos países que realmente fariam parte da América Latina.


Por que a América Latina se tornou novo lixão dos EUA?

A principal razão das exportações, segundo a especialista, é porque é mais fácil (e mais barato) para as empresas americanas enviar o lixo para outros países do que processá-lo e ter que lidar com as regulamentações ambientais americanas ou com os altos custos dos poucos centros de processamento nos EUA.


Por que a América Latina e a região mais violenta do mundo?

Desigualdade e urbanização A América Latina também é uma das regiões mais desiguais do mundo e isso pode agravar o problema de violência, segundo especialistas. “Os países com maior desigualdade de renda são mais propensos a ter taxas mais altas de homicídio do que países com menos desigualdade”, indica a ONU.


Qual e o papel do Brasil na América Latina?

Na América do Sul, o país é um dos principais protagonistas das iniciativas de integração, dentre elas, o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL), criado em 1991, e composto por Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.


Quais são os países da América Latina que são desenvolvidos?

Olhando-se exclusivamente o crescimento econômico, os países com as perspectivas de maior alta para o próximo ano são Panamá, República Dominicana, El Salvador e Peru, segundo as previsões mais recentes da Comissão Econômica para a América Latina (Cepal).


O que impediu o desenvolvimento econômico da América Latina?

As novas nações latino-americanas se inseriram no sistema econômico mundial, após terem rompido seus laços coloniais, no papel de ex-colônias endividadas de metrópoles periféricas, uma vez que Portugal e Espanha já não participavam do centro hegemônico do sistema no século XIX (Bulmer-Thomas, 2003: 48 e 49).


Quantos países da América do Sul?

São 13 os Países da América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, França (Guiana Francesa), Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela. A Guiana Francesa é um território ultramarino da França e não um país.


Quanto de lixo os Estados Unidos produz?

Os habitantes e os comerciantes americanos são de longe os que produzem mais detritos por pessoa entre os países mais ricos: em média 773 quilos por ano, mais de três vezes mais que a média mundial e sete vezes mais que os etíopes.


O que é um aterro controlado?

O aterro controlado é o local onde são destinados resíduos sanitários gerados por hospitais, clínicas e clínicas veterinárias, por exemplo. Sua principal finalidade é dirimir os impactos ambientais decorrentes do descarte de lixo. Em um aterro controlado inexiste preparação do solo e tratamento para efluentes líquidos.


Como é o descarte de lixo nos Estados Unidos?

No estados da Califórnia, a novidade veio na forma de lei. A partir de 2022, todo o lixo orgânico deverá ser transformado em adubou ou em biogás para fornecer energia.


Quais são os principais problemas ambientais encontrados na América Latina?

América do Norte: Desastres naturais, inundações, perda de solo e problemas com água subterrânea. Brasil/AL: Inundações com deslizamentos, períodos de seca e fome, poluição de águas fluviais, problemas com águas subterrâneas, lixo doméstico e industrial.


Quais são os problemas mais comuns nas cidades latinas americanas?

Falamos de “cidade latino-americana”, por um lado, quando nos referimos de modo geral às grandes metrópoles e aos seus problemas prementes: pobreza e marginalidade, fragmentação e violência, encortiçamento dos centros históricos, urbanização descontrolada do campo, desequilíbrios regionais.


Quais os principais problemas da América do Sul?

A América do Sul enfrenta muitos problemas de ordem social e econômica, como as crises sucessivas, a falta de trabalho e oportunidades, as desigualdades sociais e diversos outros problemas que são comuns em todos os países que integram essa parte da América.


Quais são os problemas semelhantes que possuem os países da América Latina?

A desigualdade social é um dos grandes problemas da América Latina, já que existe a concentração de renda na maioria dos países. Cuba é uma exceção, pois adotou uma economia socialista. Praticamente todos os outros países tem como base uma economia de mercado capitalista.


América Latina não está crescendo

“A América Latina simplesmente não está crescendo”, disse a especialista em Relações Internacionais do Council on Foreign Relations, Shannon O’Neil, em entrevista ao jornal inglês “Financial Times”.


Mais riscos podem chegar

De acordo com o FMI, há riscos que podem complicar as perspectivas para a América Latina e Caribe no curto prazo. O FMI cita, por exemplo, a escalada das tensões comerciais entre a China e os Estados Unidos e a desaceleração em algumas das principais economias, que podem resultar em um menor crescimento do comércio na região.


O Calendário Maia

Os Maias utilizavam um calendário muito mais preciso e avançado do que o método de contagem de tempo que temos hoje. Com isso, estudiosos afirmam que foi possível prever eventos como a chegada do homem branco à civilização maia, em 1519.


Nostradamus

O mesmo sujeito que previu o Katrina, a Revolução Francesa e até mesmo a morte da Princesa Diana afirma que o mundo não passa de 2012. Nostradamus era um apotecário francês que viveu no século dezesseis e era popular por suas previsões certeiras.


Aquecimento global

Você pode não se importar quando joga um papel no chão ou anda sozinho por aí de carro, poluindo a cidade. Mas para tudo o que você faz, o planeta tem uma resposta na ponta da língua.


Pandemia

Lembra quando a H1N1 estourou e todos andavam nas ruas de máscara, luvas e olhavam com cara feia quando você tossia? Mais de 1800 pessoas morreram durante o surto de gripe em 2009 e essa foi apenas uma demonstração do que uma pandemia é capaz de fazer.


Zumbis

Eles estão nos vídeo games, quadrinhos e filmes, mas será que poderiam existir de verdade? Os mortos-vivos são criaturas que, ao serem infectadas, perdem parte de sua consciência e perambulam por aí, atrás de cérebros.


Asteroide

Esta não seria a primeira vez que a Terra sucumbiria a um asteroide. Como você bem deve saber, os dinossauros foram dizimados por um desses corpos há 65 milhões de anos. De acordo com alguns cientistas, o asteroide 1997XF11 pode entrar em rota de colisão com a Terra, causando um grande estrago.


O levante dos gadgets

O celular fala com você, o computador sabe tudo da sua vida e a câmera digital é uma extensão dos seus olhos. A tecnologia está ficando cada vez melhor e, enquanto estiver em nosso controle, está tudo bem. Mas quais são as chances dos gadgets se tornarem mais inteligentes que os homens e tomarem o mundo?

image

Leave a Comment