Aonde é açaí nas populares vicente de carvalho

image

Quem é Vicente de Carvalho?

Conheça as diversas facetas de Vicente de Carvalho. Vicente Augusto de Carvalho, conhecido somente por Vicente de Carvalho, foi um advogado, jornalista, político, deputado, poeta e contista brasileiro. Seu livro Rosa, Rosa de Amor o consagrou como o poeta do Parnasianismo. Apesar de suas diversas atuações, ficou conhecido essencialmente como poeta.

Quais são os bairros de Vicente de Carvalho?

Vicente de Carvalho é um bairro da Zona Norte do município do Rio de Janeiro. Faz limites com os bairros de Irajá, Vaz Lobo, Cavalcanti, Tomás Coelho, Vila Kosmos e Vila da Penha.

Onde fica a estação de trem de Vicente de Carvalho?

A estação de trem de Vicente de Carvalho, inaugurada em 15 de janeiro de 1883 pela Estrada de Ferro Rio d’Ouro, era situada aproximadamente onde hoje se localiza a estação do Metrô com o mesmo nome, na Linha 2. A linha do metrô corta o bairro por inteiro, entre as estações Thomaz Coelho e Irajá.

image


Biografia de Vicente de Carvalho

Vicente de Carvalho (1866-1924) foi um poeta, jornalista, advogado e político brasileiro. Seu livro “Rosa, Rosa de Amor” o consagrou como o poeta do Parnasianismo. Seus versos apresentam temas como o amor, a morte, a natureza e em especial o mar.


Primeiras Obras

Com 16 anos Vicente de Carvalho abandonou o seminário e com uma licença especial, ingressou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, concluindo o curso em 1886. No ano anterior havia publicado seu primeiro livro, “Ardentias”, que apresentava características românticas.


Jornalista e Fazendeiro

Como jornalista colaborou para vários jornais, entre eles, O Estado de São Paulo e A tribuna. Em 1889 fundou o Diário da Manhã, em Santos. Em 1892 afastou-se da vida pública. Em 1896 tornou-se fazendeiro em Franca, onde permaneceu durante cinco anos. O insucesso da vida agrícola leva-o de volta a Santos, em 1901.


Poeta do Mar

Em 1902, Vicente de Carvalho publicou “Rosa, Rosa de Amor”, livro que o consagrou como “poeta do Parnasianismo”, mas é, sobretudo, o “Poeta do Mar”. Em sua obra, o oceano tem vida própria, caracteres animados e paixões humanas. Pinta-o com diferentes matizes, em razão da forte atração que as águas exercem sobre sua sensibilidade.


Primeros trabajos

A la edad de 16 años, Vicente de Carvalho dejó el seminario y, con una licencia especial, ingresó en la Facultad de Derecho del Largo de São Francisco, concluyendo el curso en 1886. El año anterior había publicado su primer libro, «Ardentias», que tenía características románticas.


Periodista y agricultor

Como periodista, colaboró con varios periódicos, entre ellos O Estado de São Paulo y A tribuna. En 1889, fundó el Diário da Manhã, en Santos. En 1892 se alejó de la vida pública. En 1896 se convirtió en agricultor en Franca, donde permaneció durante cinco años. El fracaso de la vida agrícola lo lleva de vuelta a Santos, en 1901.


Poeta marino

En 1902, Vicente de Carvalho publicó «Rosa, Rosa de Amor», un libro que lo consagró como «poeta del parnasianismo», pero que es, sobre todo, el «poeta del mar». En su obra, el océano tiene vida propia, personajes animados y pasiones humanas. La pinta con diferentes matices, debido a la fuerte atracción que las aguas ejercen sobre su sensibilidad.


Estilo literário

Apesar de apresentar características românticas em sua primeira obra, é considerado um poeta parnasiano. Isso porque Vicente de Carvalho inicia sua carreira quando o Parnasianismo já se empenhava em aniquilar o sentimentalismo romântico.


Parnasianismo

Segundo Massaud Moisés, “o culto a Camões, modelo de poesia lírica e de soneto de recorte preciso e discursivo, o gosto do lirismo tradicional, a projeção para o mar e os temas histórico-poéticos — tudo isto denuncia”, em Vicente de Carvalho, “um poeta formalmente apegado ao ideário parnasiano”.

image

Leave a Comment