O mundo se acabando em agua

image

SIGNIFICADO: Sonhar com o mundo se acabando em agua mostra que você pode estar questionando seu trabalho ou suas habilidades. Você processou algumas idéias e adquiriu conhecimento a partir delas. Você precisa analisar aspectos de sua vida para qualquer problema em potencial que possa lhe tropeçar mais tarde.

Full
Answer

Quando o mundo vai acabar?

A vida na Terra praticamente acabou 5 vezes. Isso só no último meio bilhão de anos. A mais conhecida dessas fases de extinção em massa aconteceu há 65 milhões de anos. As vítimas mais famosas você conhece bem: os dinossauros. Já a extinção mais severa foi há 251 milhões de anos, matando 83% de todos os gêneros de espécies existentes então.

Por que algumas cidades no mundo ficam sem água?

Por conta do aquecimento global, uma parte dessas calotas já tem sido derretidas, como pudemos acompanhar ao longo desses últimos dez anos. Essa é uma das soluções para a falta de água no mundo, mas devemos lembrar que elas são finitas e qualquer alteração nesse habitat pode prejudicar dezenas de sistemas.

Por que o nosso mundo aguenta as pontas por um bom tempo?

Mas, por ora, a despeito de todas as ameaças, dá para acreditar que o nosso mundo aguenta as pontas por um bom tempo. O mistério do fim do mundo é uma das maiores forças de inspiração das religiões. Na maioria dos casos, é só uma metáfora para a ideia de renovação, de começo de um novo ciclo – uma ideia parecida com a da ciência, diga-se.

O que acontecerá com o Sol quando ele chegar ao fim de sua vida?

Quando o Sol chegar ao fim de sua vida, daqui a 7 bilhões de anos, ele vai crescer até ocupar 3/4 do céu. Será tanto calor que as montanhas derreterão. E depois o Sol aumenta mais um pouquinho, engolindo a Terra. A única saída seria ir empurrando o planeta para cada vez mais longe do Sol, no mesmo ritmo em que ele esquentasse.

image


¿Cuántas hectáreas de tierra cubre el agua residual?

Es decir, que tienen la capacidad de cubrir alrededor de 20,234 hectáreas de tierras de regadío.


¿Qué porcentaje de agua se recupera en el tratamiento de aguas residuales?

Más del 40% de las necesidades agrícolas son abastecidas con aguas residuales gracias a que los sistemas de tratamiento de agua recuperan el 86% de la que cae por el desagüe.


¿Qué actividades se realizan con el agua?

El agua no sólo la utilizamos para tomar y lavar en actividades domésticas. De hecho, gran parte de este recurso es utilizado en la agro-industria y en la producción de alimentos.


Desertificação

A primeira coisa em que pensamos quando se trata de falta de água é na sede. Mas a água não serve apenas para nos hidratar, ela hidrata os solos, consequentemente os deixa nutridos o suficiente para que seja passível de plantações. Sem água, os solos seriam desertificados, num mundo assim, não haveria comida. Sem comida, sem água, não há vida.


Guerras hídricas

Imaginem só, viver em um planeta que o acesso à água é regulado pelo governo, você só pode beber determinada quantidade de água por dia, passar dias sem poder tomar banho, escovar os dentes e afins. Bateu desespero? Ou você ainda acredita que esse tipo de coisa nunca vai acontecer? Se a resposta é a segunda opção, muito se engana.


Crises

Atualmente algumas cidades no mundo já tem ficado completamente sem água, necessitando de “pedir emprestado” às cidades vizinhas. Um exemplo é a cidade de Orme, no Tennessee (EUA), que teve suas fontes esgotadas em 2007, sendo socorrida por New Hope, cidade ao lado.


Mortes

Com a falta de água não só nós (humanos) morreríamos como grande parte das espécies, praticamente tudo, da fauna e flora mundial também. Como dissemos anteriormente, para se ter vida é preciso que haja água. Basta pensar o seguinte, se até os cactos e camelos que são capazes de passar dias, meses, sem se hidratarem imaginem o resto dos seres vivos.


Dessalinização

Uma das formas de utilizar as águas dos oceanos é a retirada do sal e mineração da água para que possa ser consumida. Um processo que ainda é caro, mas que pode ser uma das soluções futuras. Cientistas e pesquisadores da área trabalham arduamente para que a realização desses processos sejam cada vez mais rápidos, baratos e mais eficazes.


Degelo

Para aqueles que não sabem, uma grande porcentagem da água potável do planeta está congelada, nas calotas polares. Por conta do aquecimento global, uma parte dessas calotas já tem sido derretidas, como pudemos acompanhar ao longo desses últimos dez anos.


1. Um belo de um asteroide

Há mais de mil deles perto da Terra, esperando a hora de cair. Sim os astrônomos estimam que existam mais ou menos 1.100 mil desses bólidos com 1 km de diâmetro mais passando rotineiramente pelas redondezas da Terra – todos com o potencial de causar uma catástrofe planetária.


2. Quebra-pau nuclear generalizado

Ah, mais isso é tão anos 50… Não a ameaça nuclear segue viva, e seguirá assim para sempre, já que não dá para desinventar as armas atômicas. Há 22 mil ogivas nucleares no mundo. Os donos dos maiores arsenais continuam sendo Estados Unidos e Rússia. Mas, como a Guerra Fria congelou faz tempo, o risco de uma catástrofe atômica acabou, certo? Errado.


3. Supervulcões

Quando um vulcão no Chile ou na Islândia começa a soltar cinzas no ar, já é um transtorno. Mas tudo isso é fichinha perto do que podem fazer os supervulcões. Um supervulcão é tão grande que nem dá para ver. A boca dele fica no chão e está coberta de terra. E que boca: caberia uma cidade inteira dentro dela.


5. A extinção do nosso campo magnético

O campo magnético da Terra é uma entidade bacana: faz com que todas as bússolas apontem para o norte. Sem ele (ou seja, sem as bússolas), as Grandes Navegações do século 16 teriam acontecido séculos mais tarde. E hoje este texto talvez não estivesse em português.


6. Um hipervírus

Imagine um vírus letal como o HIV, mas que se espalha fácil como o da gripe. Se a natureza não produzir um por conta própria, nós poderemos fazer por conta própria. A possibilidade de combinar a engenharia genética ao arsenal de organizações terroristas é mais que especulação.


7. Um aquecimento global de proporções venusianas

Você até já enjoou de ouvir falar em aquecimento global, o fato de que o mundo deve esquentar 4 ou 5 °C nos próximos 100 anos. Ok. Mas e se forem 400 °C? É o que o efeito estufa causou em Vênus, onde faz 480 °C.


8. Uma espiral glacial

Resfriamento global. Nos anos 70, esse seria o responsável mais provável pelo fim do mundo. Agora, que só se fala em aquecimento global, o resfriamento saiu de moda. Mas como hipótese continua tão realista quanto antes. Ou mais. Pesquisas relativamente recentes mostram que podemos, sim, acabar congelados.

image

Leave a Comment