O que acaba com casamento

image

Por que os casamentos sofrem com problemas de comunicação?

© . D e acordo com a terapeuta norte-americana especialista em casamentos Marni Feuerman, em entrevista à revista GQ, muitos casamentos sofrem com problemas de comunicação que um dos elementos aceita e o outro se recusa a reconhecer. Tal pode ocorrer porque os objetivos de vida de alguém mudaram e já não se alinham mais com o parceiro.

Qual é a vontade sexual das pessoas no casamento?

Claro que a vontade sexual das pessoas é diferente, mas se você e o parceiro passaram do nível ‘muitas vezes por semana’ para ‘uma vez a cada dois meses’, o fato eleva as chances de alguém estar a se sentir rejeitado. “O que faz o romance do casamento é a combinação da intimidade física com a emocional”, diz Marni.

Por que a mulher se casou pela Igreja?

Se casou pela Igreja, foi um proforma bonito, pois a capela era do Séc. XV, a mulher estava com um vestido de sonho, foi imensa gente e o copo de água de arromba. As promessas que fez, aquilo é tudo discurso de velhos, ninguém liga àquilo. Muito menos, rezar em casal, ir à Missa e aconselhar-se com um padre, isso é para beatos e retrógrados.

image


1. Passam a tarde inteira juntos e não têm tempo pra ficar com os amigos

É muito importante que um casal passe tempo junto, sim, mas os encontros com os amigos não devem ser esquecidos. Uma única pessoa não é capaz de satisfazer todas as nossas necessidades sociais.


3. Se deixam levar pela má influência dos amigos

As pessoas casadas também precisam de amigos, mas não de qualquer ’amigo’. Se à sua volta há casais que não se respeitam e enganam uns aos outros, sua conduta é capaz de influenciar o seu relacionamento sem você perceber. Atente-se!


4. Não dividem as tarefas domésticas

Quando apenas um dos dois limpa a casa e cozinha depois de chegar do trabalho, o rancor aparece e a relação piora. Cientistas da Universidade de Alberta descobriram que os casais em que apenas uma pessoa cuida das tarefas domésticas fazem menos sexo que os casais que dividem as funções.


5. Não têm o hábito de discutir a relação

As conversas sérias e profundas são muito importantes para que a relação continue firme e ’quente’. Um “Como foi o seu dia?“, ou um ”O que faremos este final de semana?“ não são suficientes, afirma Liz Higgins, que trabalha com casais jovens.


1- Acreditar que a felicidade depende do outro

É importante que você encontre a sua própria satisfação e deixe de exigir o que não é da competência de seu cônjuge. Felicidade não se cobra; se constrói.


2- Criticar constantemente

Repetir críticas ao comportamento do cônjuge não vai fazer com que ele mude e ainda pode ter resultado contrário, pois ninguém gosta de ser repreendido sempre.


3- Falar mal do cônjuge

Evite denegrir seu marido ou esposa para amigos e familiares; isso causará irritação e semeará revolta. É comum que nesses casos os seus afetos se coloquem contra o seu cônjuge e passem a minar a relação de vocês com palpites parciais e, muitas vezes, distorcidos.


4- Focar no negativo do cônjuge e da relação

Esperar sempre o pior do outro e da relação não é se poupar de desilusões, ao contrário, é atrair o negativo para a própria vida. Ter uma visão positiva, sem sair da realidade é um equilíbrio importante.


5- Guardar segredos

A vida em comum, como já deixa claro o nome, deve ser efetivamente compartilhada. Não existe, pois, espaço para segredos na intimidade de dois seres que se amam.


6- Cair no engodo da infidelidade

A infidelidade é a razão mais comum no fim dos relacionamentos. Comprometa-se com a sua escolha de viver ao lado de seu cônjuge. Busque refletir em como resistir à tentação de trair seu cônjuge.


7- Buscar interesses diversos

Claro que é preciso que cada cônjuge mantenha sua individualidade, mas é preciso transformar isso em interesses em comum. O casamento prospera quando os dois seguem os mesmos objetivos.

image

Leave a Comment