Qual a açao dos corticoides

image

Full
Answer

Quais são os tipos de corticoides?

Exemplos: hidrocortisona, betametasona, mometasona ou dexametasona. Corticoides orais: comprimidos ou soluções orais utilizadas no tratamento de várias doenças endócrinas, osteomusculares, reumáticas, do colágeno, dermatológicas, alérgicas, oftálmicas, respiratórias, hematológicas, neoplásicas e outras.

Quais são as consequências do uso de corticoides em excesso?

O uso de corticoides em excesso inibe os fibroblastos e reduz a formação de colágeno, o que pode levar à formação de estrias vermelhas na pele, muito marcadas e largas no abdômen, coxas, seios e braços. Além disso, a pele fica mais fina e frágil, podendo também surgir telangiectasias, equimoses, estrias e má cicatrização das feridas.

O que são corticoides inalatórios e para que servem?

Corticoides inalatórios: são dispositivos usados no tratamento de asma, doença pulmonar obstrutiva crônica e outras alergias respiratórias. Exemplos: fluticasona, budesonida. Corticoides em spray nasal: são usados para tratar a rinite e congestão nasal intensa. Exemplos: fluticasona, mometasona.

Quanto tempo dura o uso de corticoides sintéticos?

Resumindo: o corticosteroide sintético é eliminado do organismo e o cortisol natural ainda não voltou a ser produzido pela suprarrenal. Em geral, tratamentos que duram menos de 3 semanas não costumam causar grandes efeitos colaterais nem causam inibição prolongada das supra renais.

image


Qual a ação dos corticoides?

Corticoides, como conhecemos, são uma classe de medicamentos de ação anti-inflamatória e imunossupressora – ou seja, usada para suprimir os mecanismos de defesa do corpo, um procedimento necessário para a realização de transplantes e enxertos, por exemplo.


Como agem os corticoides na inflamação?

Os corticóides agem de duas formas diferentes, por via genômica e não genômica: Forma genômica: ocorre de forma lenta, influenciando os genes em produzir substâncias antiinflamatórias e inibir a produção de substâncias próinflamatórias. É responsável por efeitos benéficos terapêuticos e também pelos efeitos adversos.


Qual a indicação dos corticoides?

Os corticoides de uso oral são ingeridos em cápsulas ou comprimidos; prescritos quando há uma inflamação mais intensa no organismo. A exemplo de doenças endócrinas — variações hormonais—, artrites, problemas respiratórios e no sangue.


Quais são os principais efeitos fisiológicos dos corticoides?

10 principais efeitos colaterais dos corticóidesAumento de peso. … Alterações na pele. … Diabetes. … Pressão alta. … Osteoporose. … Alterações no estômago e intestino. … Infecções mais frequentes. … Alterações nos olhos.More items…


Qual anti-inflamatório tem corticoide?

A prednisona é um remédio com ação anti-inflamatória da classe dos glicocorticoides. Ou seja, é uma versão sintética de alguns dos nossos hormônios.


Qual a diferença entre antibiótico e corticoide?

O anti-inflamatório já produz alivio dos sintomas da inflamação nas primeiras horas após o seu início, enquanto o antibiótico precisa de 24 a 48 horas para atingir níveis sanguíneos adequados para eliminar as bactérias. Para saber mais sobre os anti-inflamatórios, leia: ANTI-INFLAMATÓRIOS – Ação e Efeitos Colaterais.


Quais são os corticoides mais usados?

Existem várias formulações sintéticas de corticoides, as mais usadas são a prednisona, prednisolona, hidrocortisona, dexametasona, metilprednisolona e beclometasona (via inalatória).


Quais são os efeitos colaterais do corticoide?

Os efeitos colaterais comuns incluem adelgaçamento da pele com estrias e equimose, hipertensão arterial, níveis elevados de açúcar no sangue, catarata, inchaço no rosto (rosto em forma de lua cheia) e abdômen, afinamento dos braços e pernas, má cicatrização de feridas, crescimento retardado em crianças, perda de cálcio …


Qual é o corticoide mais forte?

A dexametasona é o mais potente corticoide sintético e seus efeitos colaterais incluem ganho de peso, diabetes, hipertensão, e outros comemorativos da Síndrome de Cushing, detalhada no post anterior. Tabela de equivalência entre os glicocorticoides. A dexametasona é 30 vezes mais potente que o cortisol.


Quais são os tipos de corticoides?

Tipos de Corticoides Fazem parte deste grupo o hidrocortisona, a betametasona, a mometasona e a dexametasona. Os medicamentos orais são utilizados para o tratamento de doenças endócrinas, osteo musculares, reumáticas, oftálmicas, respiratórias, hematológicas e outras. A prednisona e a deflazacorte são exemplos.


O que os corticoides inibem?

Inibem o movimento de células e fluidos a partir do compartimento intravascular, impedindo a resposta inflamatória local. Inibem a ação da histamina, a síntese de prostaglandinas e a ação dos ativadores do plasminogênio.


O que é um medicamento corticoide?

Os corticoides são uma classe de medicamentos anti-inflamatórios e imunossupressores, ou seja, são usados principalmente para suprimir os mecanismos de defesa do nosso corpo em casos de transplantes ou enxertos, por exemplo.


O que é corticoide?

O corticoide é uma classe de medicamentos de ação anti-inflamatória e imunossupressora. Isto é, trata-se de uma substância usada para suprimir os mecanismos de defesa do corpo, procedimento necessário para realizar transplantes e enxertos, por exemplo.


Tipos de corticoide

Os corticoides estão disponíveis em diferentes formas farmacêuticas e recomendações para seu uso. O medicamento pode ser encontrado em soluções para uso via oral (comprimidos e xaropes), de forma injetável, como colírio, para uso tópico (pomadas e cremes) e por via inalatória.


Quais os efeitos do corticoide?

Quando existe uma inflamação no corpo, diversas substâncias podem ser responsáveis por este processo que reflete em todo o organismo. Os efeitos do corticoide envolvem a potencialização do hormônio cortisol. Essa ação impede a produção de várias substâncias relacionadas à inflamação e resposta imune da pessoa.


Quanto tempo duram os efeitos do corticoide no organismo?

Os efeitos do corticoide no organismo duram, em média, 30 dias, sendo necessário esse período após a última dose para ser eliminado do organismo. É importante lembrar que, de acordo com o tempo de uso do medicamento, dose e metabolismo, a substância pode levar mais tempo para ser eliminada.


Para que ele é indicado?

O uso do corticoide é indicado para boa parte das reações inflamatórias e, em alguns casos, para situações de imunossupressão. Entre as doenças para as quais os corticoides são mais usados, estão:


Quais os principais efeitos do corticoide?

Os efeitos colaterais do corticoide são mais comuns em casos de uso prolongado. Entre eles, a pessoa pode ter cansaço, aumento dos níveis de açúcar no sangue, diminuição das defesas corporais, agitação, insônia, aumento de colesterol e de triglicerídeos, dor de cabeça e glaucoma.


Quais os riscos do uso do corticoide?

Os corticoides são hormônios sintéticos que, assim como apresentam excelente efeito no organismo, podem ser perigosos, causando diversas situações perigosas. Esse risco é ainda maior quando seu uso não tem acompanhamento médico.


Usar corticoides durante a gravidez, é seguro?

Usar corticoides na gravidez é bastante perigoso por conta dos riscos que eles trazem tanto para a mãe como para a criança. Contudo, em alguns casos, incluindo para reduzir as chances de ter um bebê prematuro, essa medicação poderá ser prescrita.


Quais são os efeitos colaterais do uso de corticoides?

O uso de corticoides de forma desregulada pode acarretar desde os menores aos maiores riscos à saúde. E além disso, caso o paciente tenha alguma reação alérgica ao consumir mesmo pequenas doses de cortisona, deve procurar seu médico o quanto antes.


Quais são os cuidados ao usar corticoides?

O uso de corticoides deverá ser feito apenas quando um médico os prescrever. E somente serem usados na forma recomendada, pois fazer isso por conta própria trará diversas consequências negativas à saúde.


Quando não tomar corticoides?

Além de grávidas terem uma restrição ao uso de corticoides, salvo quando autorizadas por seus respectivos médicos, outros grupos não podem fazer uso de cortisona. Veja quem não pode usar corticoides:


1. Aumento de peso

Os corticoides, principalmente quando tomados por via oral, podem fazer com que o corpo retenha mais sal, que em grandes quantidades no corpo aumenta a retenção de líquidos, o que leva ao aumento do peso.


2. Alterações na pele

Os corticoides podem causar alterações na pele mesmo quando utilizados em baixas doses, no entanto, é mais comum de ocorrer com doses mais altas e com o tratamento por tempo prolongado.


3. Diabetes

O uso dos corticoides aumenta o risco de desenvolvimento de diabetes, principalmente em pessoas que têm história na família de diabetes e risco aumentado para desenvolver essa doença.


4. Pressão alta

Os corticoides interferem no equilíbrio da quantidade de água, sais e minerais no corpo como sódio, potássio e cálcio, provocando retenção de líquidos dentro dos vasos sanguíneos, o que pode causar ou piorar a pressão alta.


5. Osteoporose

O uso prolongado de corticoides pode causar osteoporose por provocar uma diminuição do número e da atividade de células responsáveis pela formação dos ossos, e aumentar a absorção dos ossos, levando a uma perda da massa óssea, deixando-os mais frágeis e aumentando o risco de fraturas.


6. Alterações no estômago e intestino

Os corticoides podem causar alterações no estômago ou no intestino, aumentando o risco de efeitos gastrointestinais, como azia, gastrite, refluxo gastroesofágico ou sangramento gastrointestinal, principalmente quando tomados junto com anti-inflamatórios não esteróides como ibuprofeno, ácido acetilsalicílico ou naproxeno, por exemplo.


7. Infecções mais frequentes

Pessoas que tomam pelo menos 20mg/dia de prednisona têm maior risco de desenvolver infecções, já que o tratamento com estes medicamentos deixa o sistema imunológico mais enfraquecido, tornando o organismo mais suscetível a infecções por fungos, bactérias, vírus ou parasitas, podendo gerar infecções graves.


Definição

Os fármacos corticoides são miméticos dos hormônios corticosteroides. Eles são produzidos pelo corpo no córtex da glândula suprarrenal, sendo divididos em glicocorticoides e mineralocorticoides.


Mecanismos de ação

O principal mecanismo de ação anti-inflamatória dos corticoides é o bloqueio duplo da cascata do ácido araquidônico, por meio da indução da lipocortina, que age inibindo a fosfolipase A2 e da inibição das COXs, que possuem papel crucial na mediação da inflamação ao produzir prostaglandinas e prostaciclinas.


Farmacocinética e Farmacodinâmica dos corticoides

Após serem absorvidos, a maioria dos glicocorticoides são transportados ligados a proteínas plasmáticas, em especial a globulina de ligação de corticoides (CBG) e à albumina, sendo inativos biologicamente quando associados, entrando nas células por difusão.


Indicações

Devido ao seu efeito anti-inflamatório, a gama de indicações dos corticosteroides é grande, podendo ser utilizados em doenças reumáticas, alérgicas, distúrbios inflamatórios e cânceres.


Retirada

A descontinuação desses fármacos pode ser um problema quando seu uso ocorre por mais de 14 dias. Isso porque sua administração pode suprimir o eixo hipotálamo-hipófise-suprarrenal, podendo causar uma insuficiência suprarrenal aguda, potencialmente fatal.


Interações medicamentosas

Se usado juntamente com fenobarbital, fenitoína, rifampicina ou efedrina pode aumentar o metabolismo dos corticosteroides, reduzindo o efeito da terapia.

image


O Que São OS Corticoides?

  • Os glicocorticoides, também chamados de corticoides ou corticosteroides, são fármacos poderosos, derivados do hormônio cortisol, que é produzido pela glândula suprarrenal. Os corticoides são frequentemente usados como parte do tratamento de doenças de origem inflamatória, alérgica, imunológica e até contra alguns tipos de câncer. Apesar de ser um m…

See more on mdsaude.com


Corticoides E Cortisol

  • Os glicocorticoides são hormônios esteroides, não-anabolizantes e não-sexuais, produzidos pelo córtex da glândula supra-renal. O hormônio produzido naturalmente pelo nosso organismo é o cortisol. Níveis normais de cortisol são essenciais para a nossa saúde, pois este hormônio tem ação no metabolismo da glicose, nas funções metabólicas do organismo, na cicatrização, no si…

See more on mdsaude.com


Tipos

  • Os glicocorticoides usados na prática médica são versões sintéticas, produzidas laboratorialmente, do hormônio natural cortisol. Existem várias formulações sintéticas de corticoides, as mais usadas são a prednisona, prednisolona, hidrocortisona, dexametasona, metilprednisolona e beclometasona (via inalatória). Todo os corticoide sintético é mais potente …

See more on mdsaude.com


Doenças Que podem Ser tratadas Com Corticoides

  • A prednisona e os corticoides em geral são drogas que conseguem modular processos inflamatórios e imunológicos do nosso organismo, tornando-se extremamente úteis em uma infinidade de doenças. Qualquer doença de origem alérgica, inflamatória ou autoimunepode ser tratada com algum desses corticoides. Só para se ter uma ideia da importância dos corticoides …

See more on mdsaude.com


Absorção Sistêmica

  • A imensa maioria dos efeitos colaterais ocorre nos pacientes que fazem uso prolongado e com doses elevadas de corticoides por via oral ou intravenosa. Isso não significa, porém, que as outras formas de administração de corticoides seja isenta de efeitos adversos. Corticoides por via inalatória, muito usados no tratamento da asma, podem ter relevante absorção sistêmica, a…

See more on mdsaude.com


Efeitos Colaterais

  • Ao mesmo tempo que são fármacos extremamente úteis em uma variedade de doenças graves, os corticoides apresentam, principalmente se usados a longo prazo, uma lista imensa de efeitos colaterais indesejáveis, que variam desde problemas estéticos até infecções graves por inibição do sistema imunológico. Os efeitos colaterais estão intimamente relacionados à dose e ao tem…

See more on mdsaude.com


Cuidados E Perigos Do Uso de Corticoides

  • A corticoterapia prolongada requer alguns cuidados, principalmente na hora de se suspender a droga. O uso de prednisona ou similares por muito tempo, inibe a produção natural de cortisol pela glândula suprarrenal. Quando a suprarrenal fica muito tempo inibida pela administração de corticoides exógenos, ela demora até voltar a produzir o cortisol naturalmente. Como os cortico…

See more on mdsaude.com


Referências


O Que É Corticoide?

  • Corticoides, como conhecemos, são uma classe de medicamentos de ação anti-inflamatória e imunossupressora – ou seja, usada para suprimir os mecanismos de defesa do corpo, um procedimento necessário para a realização de transplantes e enxertos, por exemplo. Este medicamento é confeccionado a partir de um hormônio produzido pelo nosso corpo chamado d…

See more on minhavida.com.br


Tipos

  • Os corticoides estão disponíveis nas mais diferentes formas farmacêuticas e recomendações de uso. Pode ser encontrado em medicamentos via oral (comprimidos e xaropes), de forma injetável, como colírio, para uso tópico (pomadas e cremes) e até via inalatória – comumente utilizada para o tratamento da bronquiteasmática crônica. Ao longo das décadas, este medicamento que é ba…

See more on minhavida.com.br


Contraindicações

  • Os corticoides não possuem uma contraindicação absoluta, mas devem ser utilizados apenas sob orientação médica. Pessoas com diabetes, hipertensão, com osteoporose ou na menopausadevem ser mais cuidadosas com estes medicamentos, uma vez que eles costumam alterar a glicemia, pressão arterial e estão relacionados à uma propensão de aument…

See more on minhavida.com.br


Considerações

  • Riscos do uso contínuo de corticoide
    O corticoide, justamente por ser um medicamento de grande efeito, ocasiona problemas mais graves quando usado cronicamente. Nestes casos o corticoide está relacionado à alteração celular em várias partes do corpo.Pessoas com artrite reumatoide e outras doenças reumática…
  • Riscos do corticoide usado sem recomendação
    Os corticoides são medicações potentes, com diversas recomendações e que costumam apresentar uma melhora rápida para o paciente. Com isso, algumas pessoas podem acabar utilizando as doses recomendadas pelo médico numa determinada situação de inflamação par…

See more on minhavida.com.br


Referências

  • Hamilton Wagner, membro da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) – CRM: 9339/PR. Marisa Veiga, professora e coordenadora do curso de Farmácia das Faculdades Oswaldo Cruz. Lilian Leite de Almeida, farmacêutica e supervisora da Farmácia Clínica do Hospital Samaritano Higienópolis (São Paulo)

See more on minhavida.com.br

Leave a Comment