Qual açao devo entra para cobrar minhas cotas no consorcio

O que é cota de consórcio?

O que é cota de consórcio? Mas afinal, o que é cota? A cota de um consórcio é justamente o seu registro de identificação dentro do grupo de consórcio. Ou seja, ele é o seu número e o que irá validar a sua participação no consórcio e nos sorteios.

Como vender uma cota de consórcio?

O consorciado inadimplente não pode participar das assembleias, dos sorteios, votar e efetuar lances, além de ter que pagar eventuais juros e multas sobre os valores das parcelas. Agora, para vender uma cota de consórcio, é preciso, primeiro, encontrar um interessado em comprá-la.

Como aderir a um consórcio?

Para aderir a um consórcio, é preciso que o interessado busque uma administradora, empresa responsável por reunir as pessoas em grupos específicos de acordo com os tipos de bens. Eles podem ser carros, motos, náuticos, casas, apartamentos, terrenos, reformas, entre muitos outros.

O que é taxa de adesão no consórcio?

A taxa de adesão no consorcio é um valor cobrado para participar de um serviço, o consórcio dispensa esse tipo de cobrança, pois existe todo um trabalho financeiro por trás de cada parcela paga. Quando um participante decide investir no consórcio ele tem a opção de antecipar parcelas, não confundam essa ação com taxa de adesão no consorcio.


Quando quitar o consórcio posso pegar dinheiro?

Sim, é possível ao consorciado que foi contemplado com a carta de crédito pegar o dinheiro ao invés de adquirir o bem inicialmente pretendido. Quem optar pelo dinheiro, precisa conhecer duas regras estabelecidas pelo Banco Central (Bacen), entidade que regulamenta os consórcios no país.


Quanto tempo demora para receber o dinheiro da carta de crédito?

180 diasApós a contemplação e o processo de aprovação para a liberação da carta de crédito, ela deve ser usada no período estipulado em contrato, que varia entre 90 e 180 dias. Esse prazo depende das políticas praticadas pela administradora.


Como receber parcelas pagas de consórcio?

o consorciado pode receber os valores restantes em seu saldo, conforme o determinado no contrato; o consorciado tem direito as cópias de todos os documentos que foram assinados por ele; em caso de rescisão contratual, o consorciado pode ter de volta o valor pago por meio da contemplação da cota cancelada.


Como faço para receber o dinheiro da carta de crédito?

Receber carta de crédito em dinheiro está assegurado em duas situações: – Quando o consorciado está com suas obrigações financeiras para com o consórcio completamente quitadas; – No final do grupo, após a contemplação de todos os participantes.


Como pegar o dinheiro do consórcio de volta?

As duas formas de recuperar o valor são:por meio dos sorteios, em que você precisará contar com a sorte;e com o fim do contrato — ou seja, após a contemplação de todos os consorciados.


Tem como transferir uma carta de crédito?

É permitido a esse titular transferir a carta de crédito contemplada para um terceiro. Ao receber o documento, ele terá os mesmos direitos de usar o valor da carta para comprar o bem, que pode ser um veículo ou uma casa, por exemplo.


Como resgatar consórcio antes do término?

Se o cotista desistente tiver sido contemplado, mas não tiver usado a carta de crédito, a solução é mais simples: basta realizar um processo denominado descontemplação para seguir adiante com a edução da carta de crédito (se estiver dentro da faixa do grupo) ou o cancelamento da cota.


Como funciona o pagamento da parcela de consórcio?

Portanto, o seu cálculo será baseado em 100% do valor do crédito, dividido pelo número de meses de duração do plano de consórcio. Isso significa que um consórcio de 50 meses, por exemplo, terá o valor total de 100 ÷ 50, ou seja, 2% do valor total ao mês.


Quanto tempo demora para retirar o bem Depois de contemplado?

Se acontecer do contemplado não adquirir nenhum bem, o mesmo deve esperar 180 dias após a contemplação da cota para sacar o montante em espécie, mediante quitação de suas obrigações com o grupo de consórcio, se ainda estiver em andamento.


1. Vale a pena vender sua cota de consorcio?

Certamente que sim. Claro que tudo vai depender da lei da oferta e procura e da situação do mercado. Se sua cota ainda não foi contemplada, talvez demore um pouco mais para vendê-la e provavelmente não conseguirá algum lucro.


2. A administradora do consórcio precisa autorizar a venda da cota?

Será necessário que você entre em contato com sua administradora de consórcio, responsável por gerir a organização e finanças do grupo, e quem deverá autorizar a transferência da cota. O melhor mesmo é informar o quanto antes sua decisão de vendê-la para que o processo seja realizada do forma mais ágil possível.


3. Preciso estar em dia com as mensalidades do meu consórcio para efetuar a venda?

Em primeiro lugar é preciso verificar em seu Contrato de Adesão quais são as condições estabelecidas para a transferência da cota, como pagamento de taxa, por exemplo. No caso de cota não contemplada a administradora analisará a capacidade financeira do comprador interessado.


4. Segurança e cuidados na hora da venda da cota

Como dissemos anteriormente, a venda da cota pode ser realizada diretamente pelo próprio consorciado, ou através de empresa especializada na venda e compra de cotas de consórcio. Se optar por efetuar a venda de forma direta, tenha cuidado ao fornecer informações pessoais ou de identificação (como número da cota e do grupo) para terceiros.


5. Como definir o valor de venda de uma cota de consórcio?

Para estipular o valor correto para a venda da cota de consórcio, será avaliado o percentual pago da cota até o momento, assim como o valor para quitação do consórcio, idoneidade da Administradora, valor em atraso, média de lance do grupo, dentre outros pontos.


6. O pagamento da cota deve ser feito à vista

Uma vez que o consorciado concorde com a proposta feita, a negociação é concretizada e o pagamento deve ser feito à vista, através de transferência bancária, DOC, TED ou PIX na sua conta corrente, após a assinatura do Termo de Transferência ou procuração pública e específica da cota.


7. Porque vender o seu consórcio não contemplado, contemplado, atrasado ou cancelado para a ConsorcioCred

A ConsorcioCred é especializada na compra e venda de consórcios e cartas de crédito contempladas e que atua no mercado há 19 anos com máxima experiência no segmento e excelência total no atendimento ao cliente.


Como funciona o Consórcio?

O consórcio baseia-se na formação de um grupo de pessoas que tem o mesmo objetivo de conquistar um bem (sendo casa, carro, moto etc.). Todo mês, as pessoas pagam parcelas, que somam um montante.


Conquiste o seu sonho

Com mais de 18 anos no mercado, o Consórcio Nacional possui uma vasta experiência no mercado e já ajudou milhares de Consumidores a realizarem os seus sonhos!


O que é um consórcio?

O consórcio é um grupo de pessoas que se reúnem por motivos semelhantes. O objetivo é investir o dinheiro para adquirir um bem. Esse grupo é administrado por uma empresa em comum, contratada com a função de fazer a gestão e o funcionamento desse grupo.


O que é cota de consórcio?

Mas afinal, o que é cota? A cota de um consórcio é justamente o seu registro de identificação dentro do grupo de consórcio. Ou seja, ele é o seu número e o que irá validar a sua participação no consórcio e nos sorteios.


Como escolher a empresa para administrar o consórcio?

O Banco Central do Brasil (BACEN) é o órgão responsável pela regulamentação da prática do consórcio. Isso te dá uma tranquilidade a mais na hora de validar e compreender a reputação da empresa que você está pensando em se juntar para o consórcio.


Vale a pena comprar cartas contempladas?

Carta contemplada nada mais é do que quando um membro do consórcio é contemplado com a carta de crédito, mas deseja passá-la para terceiros. Ou seja, ao adquirir uma carta contemplada é como se você entrasse em um consórcio como membro já sorteado.


Posso vender a minha cota de consórcio?

Você já sabe o que é cota, mas é importante que saiba também que é possível vendê-la. Da mesma forma que falamos que você pode comprar uma cota de uma pessoa que já faz parte de um consórcio, você poderá sim vender a sua cota. Isso pode acontecer desde que no contrato com a administradora do seu grupo haja essa possibilidade de compra e venda.


Posso desistir da minha cota de consórcio?

Você pode desistir do consórcio a qualquer momento. Mas, como todo investimento, há consequências financeiras que precisam ser avaliadas para que você possa entender se realmente vale a pena desistir, e não vender ou transferir.


Qual é a finalidade de uma cota de consórcio?

De forma resumida, a cota de consórcio tem como objetivo fazer com que você consiga realizar um projeto ou conquistar um sonho de vida de uma maneira muito mais planejada.


Como ela influencia no processo de aquisição?

Por meio dessa modalidade de investimento, você encontra uma forma mais flexível para adquirir um bem. É válido ressaltar que podem ser bens móveis (veículos, aeronaves, máquinas, embarcações e equipamentos em geral) ou imóveis (casas, terrenos, apartamentos e reformas).


O que é e como funciona um grupo de consórcio?

Um grupo de consórcio é a reunião de pessoas com o mesmo objetivo, geralmente a aquisição de um mesmo bem. Quem se encarrega de organizar o grupo é a administradora de consórcios, que também tem a responsabilidade de estabelecer o número de cotas, prazos e demais condições do contrato.


Como comprar uma cota de consórcio?

O primeiro passo para comprar uma cota de consórcio é encontrar uma administradora reconhecida no mercado e que seja transparente em suas políticas. Depois disso, o mais indicado é realizar uma simulação. Boas administradoras permitem que você faça isso sem nenhum compromisso.


O que analisar antes de contratar um consórcio?

Antes de mais nada, certifique-se de que você está lidando com uma administradora idônea e com credibilidade no mercado. Isso vale não apenas para consórcios, mas para qualquer contrato, afinal, é sempre importante fazer negócio com quem se pode confiar. Certifique-se de que a administradora é autorizada pelo Banco Central.


É possível desistir ou transferir uma cota?

Caso você desista do consórcio durante seu andamento, seu dinheiro será devolvido com as reduções e as condições previstas em contrato. Por isso, é importante ler o contrato atentamente e entender quais são essas condições antes de assinar.


É permitido vender uma cota de consórcio?

Sim, existe essa possibilidade tanto para cotas que já foram contempladas quanto para aquelas que ainda não foram sorteadas. Essa é uma saída quando nos vemos em dificuldades financeiras que impedem a continuidade do pagamento das parcelas ou ainda quando nossos planos mudam.


Como funciona o consórcio?

O consórcio parte de um princípio de compra coletiva muito simples, que começa com a reunião de um grupo de pessoas interessadas em adquirir o mesmo tipo de bem. A partir daí, cada membro contribui mensalmente para a formação de um fundo comum, que serve para satisfazer os desejos de cada consorciado de comprar um veículo ou um imóvel, por exemplo.


Quais são os índices utilizados para o reajuste?

Agora que você sabe como funciona o consórcio, pode estar se questionando sobre quais são os índices utilizados para calcular o reajuste. Se essa é sua dúvida, saiba que os parâmetros variam de acordo com o bem, mas eles devem ser indicados no contrato.


Como funciona a mudança das parcelas?

Considerando que o crédito precisa ser reajustado, também há a necessidade de alterar periodicamente o valor das parcelas. Em outras palavras, isso significa que o reajuste da parcela serve para manter a carta de crédito sempre suficiente para atender àquilo que o consorciado de fato deseja, sem depender do momento em que a contemplação ocorrerá.


Veja um exemplo prático

Como exemplo, vamos imaginar que você comprou uma cota de um grupo de consórcios de imóveis com crédito de R$100 mil, em 180 meses. A primeira parcela foi paga em julho de 2019. Um ano após a primeira assembleia do grupo, foi incrementado ao valor da parcela o reajuste do INCC.


Por que o reajuste no consórcio é benéfico?

Em primeiro lugar, é preciso deixar claro que reajustar não é sinônimo de aumentar o preço. No consórcio, o reajuste significa o realinhamento do valor do crédito com o valor de mercado de um bem ou de um serviço.


Quando devo me informar sobre os reajustes?

Como vimos, não há uma regra que fixe um determinado índice para cada setor. Sendo assim, o critério de reajuste vinculado a cada grupo, em particular, deve ser claramente informado pela administradora antes do interessado assinar o contrato de adesão.


Avalie antes de agir

Conheça, por exemplo, o histórico e as credenciais da administradora. Não deixe ser levado por promessas sem saber o que realmente a empresa já fez no mercado de consórcios. Para não cair em nenhuma armadilha, pesquise o nome da empresa em sites de reclamação e vá atrás de depoimentos de clientes na internet.

Leave a Comment